PHPsessid?

  • Identifique-se para criar novos tópicos neste fórum
  • Visitantes anônimos não podem postar neste fórum
Diego  Iniciante   Postagens: 0

comunidade, sempre que entro pela 1º vez no portal que estou desenvolvendo, aparece essa mensagem logo depois que faço o login. A mensagem que aparece na barra de endereções é a seguinte "http://boxmotos/site/index.php?PHPSESSID=ccf53b938d77f694fe1619f170f704d0"
Bom, dai em qualquer endereço que eu clico depois, encerra a seção, dai se fizer o login de novo tudo funciona que é uma beleza.
Já li algo no portal que pode ser o Firewall ou Antivirus, bom desativei o antivírus porque nem uso o firewall e estou usando conexão discada(ugh) e mesmo assim o erro continua.
Alguma ideia do que pode estar ocorrendo?

izzy  Iniciante   Postagens: 0

comunidade, sempre que entro pela 1º vez no portal que estou desenvolvendo, aparece essa mensagem logo depois que faço o login. A mensagem que aparece na barra de endereções é a seguinte "http://boxmotos/site/index.php?PHPSESSID=ccf53b938d77f694fe1619f170f704d0" bom, dai em qualquer endereço que eu clico depois, encerra a seção, dai se fizer o login de novo tudo funciona que é uma beleza... Já li algo no portal que pode ser o Firewall ou Antivirus, bom desativei o antivírus porque nem uso o firewall e estou usando conexão discada(ugh) e mesmo assim o erro continua... Alguma ideia do que pode estar ocorrendo?


Funções de manipulação de Sessões




Introdução


O suporte a sessões no PHP consiste em uma maneira de preservar certos dados atráves dos acessos subsequentes. Isto permite a você fazer aplicações mais personalizadas e melhorar a aparência do seu Web portal


Um visitante acessando o seu Web portal ganha um identificador único, o assim chamado id de sessão. Este é salvo em um cookie do lado do usuário ou propagado via URL.


O suporte a sessão permite a você registrar um número arbritrário de variáveis que serão preservadas entre as requisições. Quando um visitante acessar o seu site, o PHP irá conferir automaticamente (se session.auto_start estiver definido como 1) ou quando você pedir (explicitamente atráves de session_start() ou implicitamente através de session_register()) quando um id de sessão específico for enviado com a requisição. Se este for o caso, o ambiente anteriormente salvo é recriado.


Cuidado

Se você ativar session.auto_start então você ainda não poderá colocar objetos em suas sessões já que a definição deve ser carregada antes de começar a sessão para poder recriar os objetos da sua sessão.



Todas as variáveis são serializadas depois das solicitações terminarem. Variáveis registradas as quais não estejam definidas são marcadas como sendo não definidas. Nos acessos subsequentes, estas não são definidas pelo módulo da sessão a menos que o usuário defina elas posteriormente.


Aviso

Alguns tipos de dados não podem ser serializados e assim guardados em sessões. Isso inclui variáveis de resource(recursos) ou objetos com referências circulares (ex. objetos que passam uma referência de si mesmo para outro objeto).





Nota: A manipulação de sessões foi adicionado no PHP 4.0.





Nota: Por favor note que ao trabalhar com sessões que um registro da sessão não é criado até que a variável seja registrada usando a função session_register() ou pela adição de uma nova chave a array superglobal $_SESSION. Isto é verdadeiro não importando se uma sessão foi iniciada usando a função session_start().





Sessões e segurança


Links externos: » Session fixation


O módulo das sessões não pode garantir que a informação que você guarda em uma sessão será visto somente pelo usuário que criou a sessão. Você precisa tomar medidas adicionais de segurança para proteger ativamente a integridade da sessão, dependendo do valor dos dados.


Meça a importância dos dados carregados pelas suas sessões e tome medidas adicionais de proteção -- isto normalmente vem com um preço, menos conveniência para o usuário. Por exemplo, se você quiser proteger os utilizadores de táticas simples de engenharia social, você deve ativar session.use_only_cookies. Neste caso, os cookies devem estar ativados incondicionalmente do lado do usuário ou as sessões não irão funcionar.


Existem várias maneiras de vazar um id de uma sessão para terceiros. Um id de sessão vazado permite a terceiros acessar a todos os recursos que estão associados ao id específico. Primeiro, URLs carregando ids de sessão. Se você criar um endereço com um portal externo, a URL inclusa no id de sessão deve ser guardada nos logs de referência do portal externo. Segundo, um ataque mais ativo pode escutar ao seu tráfego de rede. Se ele não for criptografado, os ids de sessão irão passar como texto simples pela sua rede. A solução aqui é implementar SSL em seu servidor e tornar obrigatório para os seus utilizadores.




Dependências


Nenhuma biblioteca externa é necessária para compilar esta extensão.




Nota: Opcionalmente você pode usar alocação de memória compartilhada (mm), desenvolvida por Ralf S. Engelschall, para salvar a sessão. Você terá que baixar » mm e instalá-lo. esta opção não esta disponível para plataformas Windows. Note que o módulo de sessões para o mm não garante que acessos concorrentes a mesma sessão sejam travados propriamente. Pode ser mais apropriado usar um sistema de arquivos baseado em memória compartilhada (como tmpfs em Solaris/Linux, ou /dev/md em BSD) para salvar sessões em arquivos, por que eles são propriamente travados. Os dados das sessões são salvos na memória então se o servidor for reiniciado os dados são removidos.





Instalação


Suporte a sessões está habilitado no PHP por definição. Se você ainda não gostaria de construir o seu PHP sem esse suporte, você especificaria a opção --disable-session para configurar. Para utilizar uma alocação de memória dividida (mm) para armazenamento de sessão configure o PHP com --with-mm[=DIR] .


A versão para Microsoft Windows do PHP tem suporte embutido para esta extensão. Você ainda não precisa carregar nenhuma extensão adicional para utilizar essas funções.




Nota: Por definição, todos os dados relaciondos uma uma sessão em particular serão guardados num arquivo no diretório especificado pela opção session.save_path INI . Um arquivo para cada sessão (apesar de quaisquer dados estarem associados com essa sessão) será criada. Isto é devido ao fato de que uma sessão é aberta (um aquivo é criado) mas até então nenhum dado é escrito nesse arquivo. Note que este comportamento é um efeito colateral da limitação do traalho com o arquivo de sistema e é possível que um manipulador de sessão personalizado(tal como é usado em banco de dados) não manterá registro de sessões que não guardaram nenhum dado.





Configurações em execução


O comportamento dessas funções podem ser modificado pelas configurações do php.ini.















































































































Opções de configuração da sessão
NomePadrãoModificávelMudanças
session.save_path"/tmp"PHP_INI_ALL 
session.name"PHPSESSID"PHP_INI_ALL 
session.save_handler"files"PHP_INI_ALL 
session.auto_start"0"PHP_INI_ALL 
session.gc_probability"1"PHP_INI_ALL 
session.gc_divisor"100"PHP_INI_ALL 
session.gc_maxlifetime"1440"PHP_INI_ALL 
session.serialize_handler"php"PHP_INI_ALL 
session.cookie_lifetime"0"PHP_INI_ALL 
session.cookie_path"/"PHP_INI_ALL 
session.cookie_domain""PHP_INI_ALL 
session.cookie_secure""PHP_INI_ALLAvailable since PHP 4.0.4.
session.cookie_httponly""PHP_INI_ALLAvailable since PHP 5.2.0.
session.use_cookies"1"PHP_INI_ALL 
session.use_only_cookies"0"PHP_INI_ALLDisponível desde o PHP 4.3.0
session.referer_check""PHP_INI_ALL 
session.entropy_file""PHP_INI_ALL 
session.entropy_length"0"PHP_INI_ALL 
session.cache_limiter"nocache"PHP_INI_ALL 
session.cache_expire"180"PHP_INI_ALL 
session.use_trans_sid"0"PHP_INI_ALLPHP_INI_ALL no PHP <= 4.2.3. PHP_INI_PERDIR no PHP < 5. Disponível desde o PHP 4.0.3.
session.bug_compat_42"1"PHP_INI_ALLDisponível desde o PHP 4.3.0
session.bug_compat_warn"1"PHP_INI_ALLDisponível desde o PHP 4.3.0
session.hash_function"0"PHP_INI_ALLDisponível desde o PHP 5.0.0
session.hash_bits_per_character"4"PHP_INI_ALLDisponível desde o PHP 5.0.0
url_rewriter.tags"a=href,area=href,frame=src,form=,fieldset="PHP_INI_ALLDisponível desde o PHP 4.0.4.

Para mais detalhes e definições das constantes PHP_INI_*, veja Diretivas do arquivo php.ini.

O sistema de gerenciamento de sessões suporta um número de opções de configuração que você pode colocar em seu arquivo php.ini. Nós daremos um breve resumo.


session.save_handler string
session.save_handler define o nome do manipulador que é usado para guardar e devolver dados associados com a sessão. Padrão inicial files. Veja também session_set_save_handler().
session.save_path string
session.save_path define o argumento que é passado para o manipulador de salvação. Se você escolher o manipulador de ausência de arquivo, este é o local onde os arquivos serão criados. Padrão /tmp. Veja também session_save_path().

Há um argumento N opcional para esta dietiva que determina o número de níveis de diretório que seus arquivos de sessão serão extendidos. Por exemplo, definindo para '5;/tmp' pode levar a criação de um arquivo de sessão e localização como /tmp/4/b/1/e/3/sess_4b1e384ad74619bd212e236e52a5a174If . Para fazer uso do N você deve criar todos estes diretórios antes de usar. Um pequeno script shell existe em ext/session para fazer isto, ele é chamado mod_files.sh. Também note se N é usada e maior do que and greater than 0 então a "automatic garbage collection" não será executada, veja uma cópia do php.ini para mais informação. Veja, se você usa N if you use N, be certifique-se de cercar session.save_path com "aspas" porque o separador (;) é também usado para comentátios no php.ini.


Aviso

Se você deixar isto definido num diretório de leitura público, tal como /tmp (o padrão), outros utilizadores no servidor poderão raptar sessõoes pegando a lista de arquivos nesse diretório.





Nota: Antes do PHP 4.3.6 os utilizadores de Microsoft Windows tem que mudar esta variável para fazer funções de sessão no PHP. Certifique-se de especifica um caminho válido, ex.: c:/temp.



session.name string
session.name especifíca o nome da sessão que é usada como um nome de cookie. Ele somente conteria caracteres alfanuméricos. Padrão inicial PHPSESSID. Veja também session_name().
session.auto_start boolean
session.auto_start especifíca se o módulo da sessão começou uma sessão automaticamente num pedido no início. Definido iniciamente em 0 (desabilitado).
session.serialize_handler string
session.serialize_handler define o nome do manipulador que é usado para publicar/despublicar dados em série (serialize/deserialize). Atualmente, como um formato interno no PHP (nome php) e WDDX é suportado (nome wddx). WDDX está apenas disponível, se o PHP está compilado com suporte a WDDX . Definição inicial php.
session.gc_probability integer
session.gc_probability em conjunto com session.gc_divisor é usado para gerenciar a probabilidade que o gc (coletor de lixo) seja iniciado. O padrão é 1. Veja session.gc_divisor para detalhes.
session.gc_divisor integer
session.gc_divisor em conjunto com session.gc_probability define a probabilidade que o processo do gc (coletor de lixo) seja iniciado na inicialização de cada sessão. A propabilidade é cauculada usando gc_probability/gc_divisor, ex. 1/100 indica que existe 1% de chance que o processo GC comece em cada requisição.. O padrão para session.gc_divisor é 100.
session.gc_maxlifetime integer
session.gc_maxlifetime especifíca o número de segundos após os dados terem sido considerados como lixo ('garbage') e limpados. Isso ocorre durante o início da sessão Desde o PHP 4.2.3 é usado mtime (data de modificação) em vez de atime. Assim você não terá problemas em sistemas de arquivos onde atime não esteja disponível.


Nota: Se scripts diferentes tem valores diferentes para session.gc_maxlifetime mas compartilham o mesmo lugar para guardar os dados da sessão então o script com o menor valor estara limpando os dados. Neste caso, use esta diretiva em conjunto com session.save_path.





Nota: Se você está utilizando o file-based session handler como padrão, seu sistema de arquivos deve manter registrado quantidade de acessos (atime). Microsoft Windows FAT dessa forma não faz, então você terá que sugerir outro modo para manipular a coleção de lixo de sua sessão se você está num sistema FAT ou quaisquer outros fs onde quantidade de acessos (atime tracking) não está disponível.



session.referer_check string
session.referer_check contém a substring que você quer checar para cada referenciador (Referer) de HTTP. Se o referenciador foi enviado pelo cliente e a sustring não foi encontrada, a id de sessão embutida será marcada como inválida. O padrão é uma string vazia.
session.entropy_file string
session.entropy_file diz o caminho para um recurso externo (arquivo) que será usado como uma fonte de desordem no processo de criação da id da sessão. Exemplos são /dev/random or /dev/urandom que são disponíveis em muitos sistemas UNIX.
session.entropy_length integer
session.entropy_length especifíca o número de bytes que serão lidos do arquivo especificado acima. Definido inicialmente como 0 (desabilitado).
session.use_cookies boolean
session.use_cookies especifica se módulo utilizará cookies para guardar a id da sessão no lado do cliente. O padrão é 1 (habilitado).
session.use_only_cookies boolean
session.use_only_cookies especifica que o módulo usará apenas cookies para guardar a id no lado do cliente. Habilitando esta configuração previne ataques envolvendo passagem de ids de sessão nas URLs. Esta configuração foi adicionada no PHP 4.3.0.
session.cookie_lifetime integer
session.cookie_lifetime especifica o tempo de vida do cookie em segundos que é enviado para o browser. O valor 0 significa "até o browser ser fechado." O padrão é 0. Veja também session_get_cookie_params() e session_set_cookie_params(). Já que o cookie é retornado pelo browser, ele não é prolongado para todo o tempo necessário. Ele deve ser enviado manualmente usando setcookie().
session.cookie_path string
session.cookie_path especifica o caminho para definir em session_cookie. O padrão é /. Veja também session_get_cookie_params() e session_set_cookie_params().
session.cookie_domain string
session.cookie_domain especifica o domínio para definir no cookie de sessão. O padrão é nenhum significando o nome do servidor que gerou o cookie de arcordo com a especificação dos cookies. Veja também session_get_cookie_params() e session_set_cookie_params().
session.cookie_secure boolean
session.cookie_secure especifíca se o cookie seria apenas enviado sob conexões seguras. O padrão é off. Esta definição foi adicionada no PHP 4.0.4. Veja também session_get_cookie_params() e session_set_cookie_params().
session.cookie_httponly boolean
marca o cookie para ser acessível apenas atráves do protocolo HTTP. Isto significa que o cookie não será acessível por linguagens de script, como o JavaScript. Esta definição pode efetivamente reduzir o roubo de identidade atráves de ataques XSS (mesmo não sendo suportado por todos os browsers).
session.cache_limiter string
session.cache_limiter especifíca o método de controle do cache para usar em páginas de sessão (none/nocache/private/private_no_expire/public). O padrão é nocache. Veja também session_cache_limiter().
session.cache_expire integer
session.cache_expire especifíca o time-to-live (termo de internet - um campo do IP cabeçalho que indica o tamanho do pacote que seria permitido durar antes de ser descartado) para páginas de sessão em minutos, este não tem efeito para nocache limiter. O padrão é 180. Veja também session_cache_expire().
session.use_trans_sid boolean
session.use_trans_sid se suporte a sid transparente está habilitado ou não. O padrão é 0 (desabilitado).


Nota: Para PHP 4.1.2 ou inferior, ele só é habilitado se fizer a opção na compilação com --enable-trans-sid. A partir do PHP 4.2.0, está sempre compilado. Gerenciamentode sessões baseadas na URL tem riscos de segurança adicionais comparados ao gerenciamento baseado em cookies. Usuários podem enviar uma URL que contenha uma ID de sessão ativa para seus amigos por e-mail ou utilizadores pode salvar uma URL que contenha uma ID de sessão para seus bookmarks e acessar seu portal com a mesma ID de sessão sempre, por exemplo.



session.bug_compat_42 boolean
Versões do PHP 4.2.3 and ou inferior não tem documentado atributo/bug que te mostre como inicializar uma variável de sessão no escopo global, embora register_globals está desabilitado. PHP 4.3.0 e mais novos avisarão você,se este atributo está sendo usado, e se session.bug_compat_warn está também habilitado. Este funcionamento/bug pode ser desativado se desativando esta diretiva.
session.bug_compat_warn boolean
Versões do PHP 4.2.0 e inferiores não tem documentados atributo/bug te indique como começar uma variável de sessão no escopo global, embora register_globals esteja desabilitado. PHP 4.3.0 e posteriores avisarão a você, se este atributo está sendo usado habilitado em ambos session.bug_compat_42 and session.bug_compat_warn.
session.hash_function integer
session.hash_function permite a você especificar o algoritimo de hash usado para gerar os IDs de sessão. '0' indica MD5 (128 bits) e '1' indica SHA-1 (160 bits).


Nota: Isto foi introduzido no PHP 5.



session.hash_bits_per_character integer
session.hash_bits_per_character permite a você definir quantos bits são guardaddos em cada caractere ao converter os dados binários de hash para algo que possa ser legível. Os valores possíveis são '4' (0-9, a-f), '5' (0-9, a-v), e '6' (0-9, a-z, A-Z, "-", ",").


Nota: Isto foi introduzido no PHP 5.



url_rewriter.tags string
url_rewriter.tags epecifíca quais tags HTML são reescritas para incluir a id de sessão se o suporte a sid transparente está habilitado. O padrão é a=href,area=href,frame=src,input=src,form=fakeentry,fieldset=


Nota: Se você quer conformidade XHTML, remova a entrada form e utilize as marcações <fieldset> em volta dos campos de formulário.



As definições de configuraçãotrack_vars e register_globals influenciam como as variáveis de sessão são guardadas e restauradas.




Nota: No PHP 4.0.3, track_vars está sempre ligada.





Tipos Resource


Esta extensão não possui nenhum tipo resource.




Constantes pré-definidas


As contantes abaixo são definidas por esta extensão e somente estarão disponíveis quando a extensão foi compilada com o PHP ou carregada dinamicamente durante a execução.


SID (string)
Constantes contendo o nome da sessão e o ID da sessão na forma de "name=ID" ou uma string vazia no caso de o ID não tenha sido apropriadamente salvo em um cookie de sessão.


Exemplos




Nota: A partir do PHP 4.1.0, $_SESSION está disponível como uma variável global como $_POST, $_GET, $_REQUEST e assim por diante. Diferentemente de $HTTP_SESSION_VARS, $_SESSION é sempre global. Entretanto, você ainda não precisa usar a palavra global para $_SESSION. por favor note que esta documentação foi modifcada para usar $_SESSION em todos os lugares. Você pode substituir $HTTP_SESSION_VARS por $_SESSION, se você prefirir. Também note que você precisa começar a sua sessão usando session_start() antes que $_SESSION esteja disponível.

As chaves para a array associativa $_SESSION estão sujeitas ao mesmas limitações que as os nomes de variáveis regulares do PHP, ex elas não podem começar com um número e devem começar com uma letra ou sublinhado;. Para maiores detalhes veja a sessão sobre variaveis neste manual.




Se register_globals estiver desativado, apenas membros da matriz associativa global $_SESSION podem ser registrados como variáveis de sessão. As variavéis de sessão restauradas apenas estarão disponíveis na array $_SESSION.


O uso de $_SESSION (ou $HTTP_SESSION_VARS com PHP 4.0.6 ou anterior) é recomendado para melhor segurança e facilidade de leitura do código. Com $_SESSION, não há necessidade de usar as funções session_register(), session_unregister(), session_is_registered(). Variáveis de sessão são acessíveis como qualquer outra variável.



Example#1 Registrando uma variável com $_SESSION.



<?php.

Session_start
();
// Use $HTTP_SESSION_VARS with PHP 4.0.6 or less.
if (!isset($_SESSION['count'])) {

    
$_SESSION['count'] = 0;

} else {

    
$_SESSION['count']++;

}
?>




Example#2 Desregistrando uma variável com $_SESSION e register_globals desabilitado.



<?php.

Session_start
();
// Use $HTTP_SESSION_VARS with PHP 4.0.6 or less.
unset($_SESSION['count']);
?>




Cuidado

NÃO desregistre toda a $_SESSION com unset($_SESSION) já que isso irá desativar o registro de variáveis de sessão atráves da superglobal $_SESSION.



Aviso

Você ainda não pode usar referências em variáveis de sessão já que não existe uma maneira de restaurar uma referência a outra variável.



Se register_globals estiver ativada, então cada variável global pode ser registrada como uma variável de sessão. Após o reinicio da sessão, estas variáveis serão restauradas a suas variáveis globais correspondentes. Já que o PHP deve saber quais variáveis globais devem ser registradas como variáveis de sessão, o usuário precisa registrar as variáveis com a função session_register(). Você pode evitar isso simplesmente definindo entradas em $_SESSION.


Cuidado

Antes do PHP 4.3, se você estiver usando $_SESSION e você desabilitou register_globals, não use session_register(), session_is_registered() ou session_unregister(). Desabilitar register_globals é recomendado por motivo de segurança e performance.



Se register_globals estiver ativada, então as variáveis globais e as entradas em $_SESSION irão automaticamente referenciar os mesmos valores que estejam registrados na instancia da sessão anterior. Entretanto, se a variável for registrada por $_SESSION então a variável global estará disponível a partir da próxima requisição.


Existe um defeito no PHP 4.2.3 e anterior. Se você registrar uma nova variável de sessão usando session_register(), a entrada no escopo global e a entrada em $_SESSION não irão se referir ao mesmo valor até o próximo session_start(). Ex: uma modificação na variável global recém registrada não será refletida pela entrada em $_SESSION. Isto foi corrigido no PHP 4.3.




Passando o ID de Sessão


Existem dois métodos para a propagação do id de sessão:


  • Cookies

  • Parâmetro de URL

O módulo de sessão suporta ambos os métodos. Cookies são melhores, mas como eles nem sempre estão disponíveis, nós também provemos um caminho alternativo. O segundo metodo embute o id de sessão diretamente nas URLs.


O PHP é capaz de transformar os links transparentemente. A menos que você esteja usando o PHP 4.2 ou posterior, você precisa ativar isso manualmente ao compilar o PHP. No Unix, passe --enable-trans-sid para o configure. Se esta opção de compilação e a opção em tempo execução session.use_trans_sid estiverem ativadas, URIs relativas serão modificadas para conter o id de sessão automaticamente.




Nota: A diretiva arg_separator.output php.ini permite a você personalizar o separador de argumentos. Para estar em completa conformidade com XHTML, especifique &amp; aqui.




Alternativamente, você pode usar a constante SID a qual é definida se uma sessão é iniciada. Se o cliente não enviou um cookie de sessão apropriado, ela tem a forma session_name=session_id. Se não, ela expande para uma string vazia. Assim, você pode colocá-la incondicionalmente em URLs.


O exemplo a seguir mostra como registrar uma variável, e como criar um endereço corretamente para outra pagina usando SID.



Example#3 Contando o número de visitas de um único usuário



<?php.
if (!session_is_registered('count')) {

    
session_register('count');

    
$count 1;

} else {

    
$count++;

}
?>


<p>

Hello visitor, you have seen this page <?php echo $count?> times.

</p>

<p>

To continue, <a href="nextpage.php?<?php echo strip_tags(SID); ?>">click.

Here</a>.

</p>



A função strip_tags() é usada ao mostrar o SID para previnir ataques relacionados a XSS.


Mostrar o SID, como mostrado acima, não é necessário se --enable-trans-sid foi usado para compilar o PHP.




Nota: É assumido para URLs não relativas que apontem para portais externos e assim não é adicionado o SID, já que seria um risco de segurança vazar o SID para um servidor diferente.





Manipuladores de sessões personalizados


Para implementar as sessões em banco de dados, ou qualquer outro método de armazenamento, você precisara usar session_set_save_handler() para criar um conjunto de funções de armazenamento.




Índice


Diego  Iniciante   Postagens: 0

O endereço do portal:
Novafatima.com/site.

User: teste.
Senha: teste.

Eu consegui fazer funcionar sem aparecer o PHPSESSID,
E não fazer o logout logo que você clica sobre algum item,
Da seguinte forma, na admin, eu colquei para utilizar sessão personalizada, enviando um cookie e tal, mas dai o problema quando eu clico no x no navegador e abro de novo o portal, ele faz o login automatico... E isso não é muito bom.

Ainda não postei o endereço porque o portal ainda não está pronto e talvez eu mude ele para raiz do servidor e tire ele da pasta site.

Testem o endereço ai, deem centenas de ideia de como resolver isso.

izzy  Iniciante   Postagens: 0

Que estranho isso... você já deu uma olhada no mainfile.php e ver para qual lugar ele está redirecionando?

Abraços,
Adinaldo

Diego  Iniciante   Postagens: 0

Segue abaixo uma copia do mainfile.php


// $Id: mainfile.dist.php,v 1.6 2004/06/16 23:07:42 skalpa Exp $

// ------------------------------------------------------------------------ //

// XOOPS - PHP Content Management System //

// Copyright (c) 2000 xoops.org //

// <http://xoops.org/> //

// ------------------------------------------------------------------------ //

// This program is free software; you can redistribute it and/or modify //

// it under the terms of the GNU General Public License as published by //

// the Free Software Foundation; either version 2 of the License, or //

// (at your option) any later version. //

// //

// You may not change or alter any portion of this comment or credits //

// of supporting developers from this source code or any supporting //

// source code which is considered copyrighted (c) material of the //

// original comment or credit authors. //

// //

// This program is distributed in the hope that it will be useful, //

// but WITHOUT ANY WARRANTY; without even the implied warranty of //

// MERCHANTABILITY or FITNESS FOR A PARTICULAR PURPOSE. See the //

// GNU General Public License for more details. //

// //

// You should have received a copy of the GNU General Public License //

// along with this program; if not, write estou the Free Software //

// Foundation, Inc., 59 Temple Place, Suite 330, Boston, MA 02111-1307 USA //

// ------------------------------------------------------------------------ //

If ( !defined("XOOPS_MAINFILE_INCLUDED") ) {

define("XOOPS_MAINFILE_INCLUDED",1);

// XOOPS Physical Path.

// Physical path estou your main XOOPS directory WITHOUT trailing slash.

define('XOOPS_ROOT_PATH', '/home/novafat/public_html/site');

// XOOPS Virtual Path (URL)

// Virtual path estou your main XOOPS directory WITHOUT trailing slash.

define('XOOPS_URL', 'http://novafatima.com/site');

// já tentei colocar somente http://novafatima.com/site e deu o mesmo erro.

define('XOOPS_CHECK_PATH', 0);

// Protect against external scripts execution if safe mode is not enabled.

if ( XOOPS_CHECK_PATH && !@ini_get('safe_mode') ) {

if ( function_exists('debug_backtrace') ) {

$xoopsScriptPath = debug_backtrace();

if ( !count($xoopsScriptPath) ) {

die("XOOPS path check: this file cannot be requested directly");

}

$xoopsScriptPath = $xoopsScriptPath[0]['file'];

} else {

$xoopsScriptPath = isset($_SERVER['PATH_TRANSLATED']) ? $_SERVER['PATH_TRANSLATED'] : $_SERVER['SCRIPT_FILENAME'];

}

if ( DIRECTORY_SEPARATOR != '/' ) {

// IIS6 may double the \ chars.

$xoopsScriptPath = str_replace( strpos( $xoopsScriptPath, '\\\\', 2 ) ? '\\\\' : DIRECTORY_SEPARATOR, '/', $xoopsScriptPath);

}

if ( strcasecmp( substr($xoopsScriptPath, 0, strlen(XOOPS_ROOT_PATH)), str_replace( DIRECTORY_SEPARATOR, '/', XOOPS_ROOT_PATH)) ) {

exit("XOOPS path check: Script is not inside XOOPS_ROOT_PATH and cannot run.");

}

}

// Database.

// Choose the database estou be used.

define('XOOPS_DB_TYPE', 'mysql');

// Table Prefix.

// This prefix will be added estou all new tables created estou avoid name conflict in the database. If you are unsure, just use the default 'xoops'.

define('XOOPS_DB_PREFIX', '******');

// Database Hostname.

// Hostname of the database server. If you are unsure, 'localhost' works in most cases.

define('XOOPS_DB_HOST', '*****');

// Database Username.

// Your database user account on the host.

define('XOOPS_DB_USER', ******');

// Database Password.

// Password for your database user account.

define('XOOPS_DB_PASS', '******');

// Database Name.

// The name of database on the host. The installer will attempt estou create the database if not exist.

define('XOOPS_DB_NAME', '******');

// Use persistent connection? (Yes=1 No=0)

// Default is 'Yes'. Choose 'Yes' if you are unsure.

define('XOOPS_DB_PCONNECT', 0);

define('XOOPS_GROUP_ADMIN', '1');

define('XOOPS_GROUP_USERS', '2');

define('XOOPS_GROUP_ANONYMOUS', '3');

if (!isset($xoopsOption['nocommon'])) {

include XOOPS_ROOT_PATH."/include/common.php";

}

}

?>

Onde falava sobre o banco de dados eu alterei os nomes para postar aqui...

pratanet  Iniciante   Postagens: 0

Pergunta?

Você chegou a alterar algum arquivo de idioma?

Verifique se no final do arquivo mainfile.php, após ?> se possui alguma linha, não pode ter.

Ative o debug e poste as linhas de que ele acusar aqui.

No aguardo,

Diego  Iniciante   Postagens: 0

Bom a instalação foi feita utilizando o script do proprio servidor, e depois eu so envio os arquivos da pasta pt_utf8 para lá.

Os erros;

Antes de me entrar no portal são estes:

Warning [PHP]: session_start(): Cannot send session cookie - cabeçalhos already sent by (output started at /home/novafat/public_html/site/index.php:6) in file include/common.php line 186
Warning [PHP]: session_start(): Cannot send session cache limiter - cabeçalhos already sent (output started at /home/novafat/public_html/site/index.php:6) in file include/common.php line 186

A linha em questão só tem isso:
186 session_start();

Depois que faço o login, aparece estes:

Warning [PHP]: session_start(): Cannot send session cache limiter - cabeçalhos already sent (output started at /home/novafat/public_html/site/index.php:6) in file include/common.php line 185
Notice [PHP]: Use of undefined constant _MI_XCGAL_CATMENU - assumed '_MI_XCGAL_CATMENU' in file modules/xcgal/xoops_version.php line 46
Notice [PHP]: Use of undefined constant _XT_MO_BLOCO - assumed '_XT_MO_BLOCO' in file modules/m_online/blocks/membros_online.php line 7
Notice [PHP]: Undefined variable: resul in file modules/m_online/blocks/conta_tempo.php line 27

Diego  Iniciante   Postagens: 0

Dae, bom fiz uma nova instalação do XOOPS, em uma outra pasta, ativei o debug, e para minha surpresa, não apresentou erro algum.
Mas continua acontecendo o erro no PHPSESSID.

Novafatima.com/teste.

User: diego.
Senha: xoops.

Diego  Iniciante   Postagens: 0

Ow, Funcionou agora... Tipo não sei por que, mas a linha onde iniciava o Va saber o que acontece... será o virus pula-linhas?
Comunidade, obrigado aí todo mundo que ajudou...

maumed  Iniciante   Postagens: 2

se tinha qualquer coisa antes de abrir a marcação
Com certeza era isso que fazia ele tentar passar o id da sessao pelo endereco, já que por cookie não tinha rolado.
Maurício

  Pesquisa avançada






Entrada

Codinome:


Senha:





Perdeu a senha?  |Cadastre-se!


Quem nos visita
Há 49 visitantes neste momento... (24 na seção Fóruns)

Associados: 0
Anônimos: 49

outros...

Banner XOOPS Cube