XOOPS Brasil

 

$_SERVER

$HTTP_SERVER_VARS [deprecated]

$_SERVER -- $HTTP_SERVER_VARS [deprecated]Informação do servidor e ambiente de execução

Descrição

$_SERVER é um array contendo informação como cabeçalhos, paths, e localizações do script. As entradas neste array são criadas pelo servidor web. Não há garantia que cada servidor web proverá algum destes; servidores podem omitir alguns, ou fornecer outros não listados aqui. Dito isso, um grande número dessas variáveis são previstas pela » CGI 1.1 specification, então você deve estar hábil para esperá-las.

$HTTP_SERVER_VARS contém a mesma informação inicial, mas não é uma superglobal. (Note que $HTTP_SERVER_VARS e $_SERVER são variáveis diferentes e que o PHP manuseia-as diferentemente)

Você pode ou não encontrar algum dos seguintes elementos em $_SERVER. Note que poucas, se alguma, dessas estarão disponíveis (ou ter algum significado) se executando o PHP na linha de comando.

'PHP_SELF'
O nome do arquivo do script que está executando, relativa à raiz do documento. Por exemplo, $_SERVER['PHP_SELF'] em um script no endereço http://example.com/test.php/foo.bar seria /test.php/foo.bar. A constante __FILE__ contém o caminho completo e nome do atual arquivo (i.e. incluído). Se estiver rodando o PHP em linha de comando, esta variável contém o nome do script desde o PHP 4.3.0. Anteriormente ela não estava disponível.
'argv'
Array de argumentos passado para o script. Quando o script é executado na linha de comando, isto permite um acesso aos parâmetros de linha de comando no estilo do C. Quando chamado via método GET, ele conterá a query string.
'argc'
Contém o número de parâmetros da linha de comando passados para o script (se executando da linha de comando).
'GATEWAY_INTERFACE'
O número de revisão da especificação CGI que o servidor está utilizando, por exemplo : 'CGI/1.1'.
'SERVER_ADDR'
O endereço IP do servidor onde está o script em execução.
'SERVER_NAME'
O nome host do servidor onde o script atual é executado. Se o script está rodando em um host virtual, este será o valor definido para aquele host virtual.
'SERVER_SOFTWARE'
A string de identificação do servidor, fornecida nos headers quando respondendo a requests.
'SERVER_PROTOCOL'
Nome e número de revisão do protocolo de informação pelo qual a página foi requerida, por exemplo 'HTTP/1.0';
'REQUEST_METHOD'
Contém o método de request utilizando para acessar a página. Geralmente 'GET', 'HEAD', 'POST' ou 'PUT'.

Nota:

O script PHP é terminado depois de enviado cabeçalhos (significa depois de produzir alguma saída sem saída do buffer) se o método da requisição for HEAD.

'REQUEST_TIME'
O timestamp do início da requisição. Disponível desde o PHP 5.1.0.
'QUERY_STRING'
A query string (string de solicitação), se houver, pela qual a página foi acessada.
'DOCUMENT_ROOT'
O diretório raiz sob onde o script atual é executado, como definido no arquivos de configuração do servidor.
'HTTP_ACCEPT'
O conteúdo do header Accept: da requisição atual, se houver.
'HTTP_ACCEPT_CHARSET'
O conteúdo do header Accept-Charset: da requisição atual, se houver. Exemplo: 'iso-8859-1,*,utf-8'.
'HTTP_ACCEPT_ENCODING'
O conteúdo do header Accept-Encoding: da requisição atual, se houver. Exemplo: 'gzip'.
'HTTP_ACCEPT_LANGUAGE'
O conteúdo do header Accept-Language: da requisição atual, se houver. Exemplo 'en'.
'HTTP_CONNECTION'
O conteúdo do header Connection: da requisição atual, se houver. Exemplo: 'Keep-Alive'.
'HTTP_HOST'
O conteúdo do header Host: da requisição atual, se houver.
'HTTP_REFERER'
O endereço da página (se houver) através da qual o agente do usuário acessou a página atual. Essa diretiva é informada pelo agente do usuário. Nem todos os browsers geram esse header, e alguns ainda possuem a habilidade de modificar o conteúdo do HTTP_REFERER como recurso. Em poucas palavras, não é confiável.
'HTTP_USER_AGENT'
O conteúdo do header User-Agent: da requisição atual, se houver. É uma string denotando o agente de usuário pelo qual a página é acessada. Um exemplo típico é: Mozilla/4.5 [en] (X11; U; Linux 2.2.9 i586). Além de outras coisas, você pode utilizar este valor com get_browser() para personalizar a geração de suas páginas para as capacidades do agente do usuário.
'HTTPS'
Define para um valor não vazio se o script foi requisitado através do protocolo HTTPS. Note que quando usando ISAPI com IIS, o valor será off se a requisição não for feita por protocolo HTTPS.
'REMOTE_ADDR'
O endereço IP de onde o usuário está visualizado a página atual.
'REMOTE_HOST'
O nome do host que o usuário utilizou para chamar a página atual. O DNS reverso (lookup) do REMOTE_ADDR do usuário.

Nota: Seu servidor web precisa estar configurado para criar essa variável. Por exemplo, no Apache você precisa colocar um HostnameLookups On dentro do httpd.conf. Veja também gethostbyaddr().

'REMOTE_PORT'
A porta TCP na máquina do usuário utilizada para comunicação com o servidor web.
'SCRIPT_FILENAME'

O caminho absoluto o script atualmente em execução.

Nota:

Se o script for executado pela CLI com um caminho relativo, como file.php ou ../file.php, $_SERVER['SCRIPT_FILENAME'] irá conter o caminho relativo especificado pelo usuário.

'SERVER_ADMIN'
O valor fornecido pela diretiva SERVER_ADMIN (do Apache) no arquivo de configuração do servidor. Se o script está sendo executado em um host virtual, este será os valores definidos para aquele host virtual.
'SERVER_PORT'
A porta na máquina servidora utilizada pelo servidor web para comunicação. Como default, este valor é '80'. Utilizando SSL, entretanto, mudará esse valor para a porta de comunicação segura HTTP.
'SERVER_SIGNATURE'
String contendo a versão do servidor e nome do host virtual que é adicionado às páginas geradas no servidor, se ativo.
'PATH_TRANSLATED'
O caminho real do script relativo ao sistema de arquivos (não o document root), depois realizou todos os mapeamentos de caminhos (virtual-to-real).

Nota: A partir do PHP 4.3.2, PATH_TRANSLATED não mais existe implicitamente sob a SAPI do Apache 2, ao contrário da mesma situação no Apache 1, onde ela tinha o mesmo valor da variável de servidor SCRIPT_FILENAME, quando a mesma não era configurada pelo Apache. Essa mudança foi realizada para conformidade com a especificação CGI, onde PATH_TRANSLATED deve existir somente se PATH_INFO estiver definida. Apache 2 users may use AcceptPathInfo = On inside httpd.conf to define PATH_INFO.

'SCRIPT_NAME'
Contém o caminho completo do script atual. Útil para páginas que precisam apontar para elas mesmas (dinamicamente). A constante __FILE__ contém o caminho completo e nome do arquivo (mesmo incluído) atual.
'REQUEST_URI'
O URI fornecido para acessar a página atual, por exemplo, '/index.html'.
'PHP_AUTH_DIGEST'
Quando executando no Apache como módulo fazendo autenticação HTTP esta variável é definida para o cabeçalho 'Authorization' enviado pelo cliente (que você pode então usar para fazer apropriada validação).
'PHP_AUTH_USER'
Quando executando sob o Apache ou IIS (ISAPI no PHP 5) como módulo e fazendo autenticaçào HTTP, esta variável estará definida com o username fornecido pelo usuário.
'PHP_AUTH_PW'
Quando executando sob o Apache ou IIS (ISAPI no PHP 5) como módulo e fazendo autenticaçào HTTP, esta variável estará definida com a senha fornecida pelo usuário.
'AUTH_TYPE'
Quando executando sob o Apache como módulo e fazendo autenticaçào HTTP, esta variável estará definida com o tipo de autenticação utilizado.

Histórico

Versão Descrição
4.1.0 Introduzida $_SERVER que torna obsoleta a $HTTP_SERVER_VARS.

Exemplos

Exemplo #1 Exemplo da $_SERVER

<?php
echo $_SERVER['SERVER_NAME'];
?>

O exemplo acima irá imprimir algo similar a:

www.example.com

Notas

Nota:

Esta é uma 'superglobal', ou global automática, variável. Isto simplismente significa que ela está disponível em todos escopos pelo script. Não há necessidade de fazer global $variable; para acessá-la dentro de uma função ou método.

Veja Também